quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Black Swan


Estava ansiosa para ver esse filme, e super excitada pra comentar ele depois, mas andava com preguiça de blogar, então cá estou algumas semanas depois.

Black Swan é um filme de suspense piscológico que conta a história de Nina, uma bailarina que tenta chegar a perfeição, e quando é escolhida para fazer o papel principal de O Lago dos Cisnes tem problemas na interpretação do cisne negro, apesar de ser perfeita como o cisne branco. O diretor da companhia de dança começa a incita-la a encontrar seu lado escuro, seu lado imperfeito para trazer a emoção necessária para o papel do cisne negro. O filme então segue a subversão de Nina, que aos poucos vai encontrando seu cisne negro, ao passo que vai perdendo sua sanidade.

Natalie Portman está fantástica no papel de Nina, de sua dedicação em treinar balé por um ano completo e emagrecer 10 kilos quando ela já é petit (ela faz praticamente todas as cenas de dança mostradas, e com certeza atinge a magreza de uma bailarina), à interpretação do lado bom e mau de seu personagem. Ela é cotadíssima para o Oscar de Melhor Atriz este ano. Os outros atores do filme também estão muito bons (destaque para Mila Kunis, de That 70's Show), e se o filme tem um que de exagero e desespero, os atores com certeza previnem que as falhas de roteiro prejudiquem a impressão final do filme.

Foi impossível assistir a Black Swan e não fazer uma comparação imediata com o anime "Perfect Blue", de Satoshi Kon, do qual já falei aqui no blog, e que também é um fantástico terror/suspense psicológico. Black Swan é um pouco menos bizarro, mas ainda assim é tenso, e incomoda em quase toda cena, seja pelo desconforto das cenas sexuais embaraçosas, pelo certo nojo provocado pelas cenas em zoom de tiques e mazelas de Nina, pelo relacionamento estranho entre Nina e sua mãe, ou pelo declínio da mente sã de Nina.

Quando vi o trailer e entendi que tipo de filme Black Swan seria, imaginei que acertaria em cheio o final, e meio que acertei, mas não completamente, e errei o suficiente para ficar surpreendida com o desfecho. Enfim, Black Swan incomoda, faz pensar, e é um show de interpretação. Pra quem gosta de filmes com menos ação e mais cabeça, com certeza vale muito a pena. E claro, como arte, suspense à parte, tensão à parte, o filme é realmente belíssimo!

4 comentários:

Mi Müller disse...

Báh Laura estou doida pra ver esse filme, adoro a Natalie Portman e tenho lido resenhas de pessoas cujas opiniões eu levo muito em consideração falando super bem dele, inclusive tu né? Vou me jogar como se não houvesse amanhã :)
estrelinhas coloridas...

Laura disse...

Vai de mente aberta e curta muito! É um filme super maduro! E bem louco!

DaniNeves disse...

Putz, será que demora pra chegar no Brasil il il???
AAAAMO a Natalie Portman, já estou doidinha pra ver este filme!
Bjs

Diana Bitten disse...

Gosto de filmes que não são tão previsíveis, que possuem mais ação mental, provavelmente irei curtir este.

Bjo.