domingo, 24 de janeiro de 2010

The One


The One é um manhua (nome chinês para mangá, e se usa para identificar mangás escritos em Hong Kong, na China e em Taiwan) escrito e ilustrado por Lee Nicky que tem como tema central o mundo da moda.

A protagonista é Lele Cane, filha da modelo mais famosa de Taiwan, e seu pai também era modelo. Os dois morreram em um acidente aéreo quando ela ainda era pequena, e sua avó e sua tia a criaram. Sua tia trabalha com moda e desde que Lele era pequena diz que Lele será tão famosa quanto sua mãe, e Lele acaba tomando asco pelo mundo da moda, até que aos 16 vê a foto do modelo Angus e pensa que a foto (e Angus) é tão linda, tão cheia de significado que resolve atender ao desejo da tia e virar modelo, na esperança de encontrar Angus, que é um dos modelos mais populares do momento.


A premissa do manhua é meio bobinha, e o primeiro capítulo não me chamou tanta atenção, mas rápido se percebe que a força da história está no fato de Lele ser hilária, e de seu relacionamento com sua tia, Angus e com o irmão gêmeo de Angus (Eros) ser baseado em comédia, drama, romantismo, tudo misturado de maneira muito gostosa de se ler. Aliás, toda a história é permeada de situações muito engraçadas, de dramas do passado (é quase regra nos mangás, certo?) e intrigas românticas. Após alguns capítulos a história vai ganhando complexidade motivo pelo qual o início um tanto fraco rapidamente é esquecido e não diminui a qualidade do manhua.


Um dos pontos que mais me chamaram atenção em "The One" é o fato da autora não levar o mundo da moda tão a sério, no sentido de usar coisas como o bissexualismo de muitos diretores de moda, a dieta das modelos, etc., para situações cômicas. O traço do manhua também é bem trabalhado e os gêmeos são realmente lindos, a autora dá ênfase as expressões, olhos e movimento do cabelo dos personagens, o que torna a leitura ainda mais prazerosa.


Enfim, os personagens cativam, a história cativa e a beleza do manhua cativa, por isso fica aqui minha recomendação para que o leiam. São 65 capítulos até o momento, mas acredito, pelo desenrolar da história, que ainda há muitos pela frente. "The One" pode ser lido, em inglês, no One Manga.


9 comentários:

Nanda disse...

Ei Laura,
Eu já ouvi falar muito de mangá mais nunca li nenhum.
Achei muito interessante esta história,e as ilustrações são lindas.
bjo

Laura Schwartz disse...

Eu sempre curti muito mangás, e é um tipo de hobby com tantos estilos diferentes que acho que tem para todo tipo de pessoa. Esse realmente tem umas ilustrações lindas, e outras que estão lá pra fazer rir.

Obrigada pela visita!

Bjo.

cristina disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Michele disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Diana Bitten disse...

Cara, olha, eu ealmente estou possessa de como terminou o último capítulo! Como assim? COMO assim?

Vou morre de curiosidade para saber o que vem a seguir...mas só estou triste com uma coisa: a partir de agora a gente (que leu na velocidade do som) vai ter que aturar um capitulozinho por vez... isso será terrível!!!

Bjo.

PS: mesmo achando que vc é uma maldita, obrigada por me apresentar ao Yin, ok? rsrsrs

Laura Schwartz disse...

Eu sei que vc amou, então pode me xingar o tanto que for que você está agradecida por eu ter te apresentando ao Yin.

E em minha defesa quando mandei meus e-mails ainda não tinha chegado ao capítulo mais recente. huahuahuahuau

nefasta disse...

Cara, gostei bastante da história!
A protagonista me lembrou, às vezes, a Kyouko de Skip Beat! Principalmente quando ela dá umas surtadas...rsrs

Abraços!

Laura Schwartz disse...

Ela tem um que de Kyouko mesmo. rsrsrsrsrsr Mas os caras conseguem ser ainda mais bonitos que o Tsuraga Ren! rsrsrsrsr

nefasta disse...

ahuhuaha, verdade!