sexta-feira, 26 de março de 2010

Blood and Chocolate


Esse livro é um romance sobrenatural de Annette Curtis Klause que vi num dos blogs que frequento e pela resenha resolvi ler (eu esqueci qual blog foi e peço desculpas mas procurei e não achei, já que já faz um tempo). Ficou muito tempo na lista mas finalmente esta semana sentei pra ler. E acabei rapidinho.

A leitura é fácil e rápida mesmo, e o livro no geral é bem curto. "Blood and Chocolate" segue a história de Vivian, uma loups-garoux (lobisomem) que se apaixona por um humano. Neste livro os lobisomens vivem afastados da sociedade, escondendo sua condição da população humana, em bandos, como numa matilha mesmo. Um dos bandos acaba sendo descoberto e tem que fugir para outra região dos EUA, e acabam indo morar em uma pequena cidade do interior, mais próximos aos humanos.

Vivian é ainda adolescente e pensa muito sobre sua condição, já que ama ser uma loup-garoux mas ao mesmo tempo quer ser normal. É assim que ela decide sair com um humano, para experimentar esse seu lado. Mas um assassinato que pode expor os lobisomens de novo compromete sua situação, e seu bando discute achar um novo líder e se mudar novamente.

O livro centra bastante no romance entre os dois, mas ao mesmo tempo até mostra um background interessante dos lobisomens, que neste romance tem suas peculiaridades. Para começar eles são uma raça única, e não humanos transformados. Eles nascem lobisomens. Além disso eles tem o poder de se transformar quando bem entendem, inclusive fazendo semi-transformações (por exemplo mutando os braços para ter garras mas continuando com as feições humanas para poder falar). A lua cheia os influem, de modo que na lua cheia eles se tornam tão compelidos a se transformar que não o conseguem evitar. Quando transformados, eles se tornam mais instintivos apesar de continuar com seus pensamentos, e por isso quando saem em sua forma animal evitam os humanos pois o cheiro os atraem. A prata é altamente venenosa para eles, de forma que segue o padrão da lenda clássica. Fora essas características o livro também mostra muito da sociedade deles, como eles convivem, suas personalidades, suas tradições.

No geral é uma leitura prazerosa mas tem um quê de romance bobinho no meio que achei que acaba por diminuir a potencialidade do livro, que poderia ter sido muito melhor partindo da mesma premissa, especialmente com os detalhes sobre a sociedade loup-garoux. Até esperava que fosse ser uma série, para adentrar mais nessas questões mas pelo wikipédia o livro é solo mesmo. Pra quem curte romances adolescentes e lobisomens, a leitura deve valer a pena.

6 comentários:

Débora Lauton disse...

Adorei a resenha... parece ser muito envolvente...
Esse livro já foi publicado no Brasil??

beijos,
Dé...

Laura Schwartz disse...

Acho que não, pelo menos eu li em inglês (e-book) e no site da Saraiva buscando pela autora só tem os títulos em inglês mesmo.

Diana Bitten disse...

Nem preciso falar que achei muito bacaninha, né?

Bjo!

Laura Schwartz disse...

Mas não é assim grandes coisas não, sabe? É meio superficial demais, mal aproveitado. rsrsrsr

Kézia Lôbo disse...

pra ser sincera eu odiei o livro.. fiz uma resenha sobre ele tbm no blog, mas o filme achei muito melhor ¬¬

Ana C. Nunes disse...

Não li o livro (mais voltado para os adolescentes), mas vi o filme e adorei. Muito mais maduro (as personagens são adultas) e com interpretações muito boas.
Recomendo que veja, se tiver oportunidade.