quinta-feira, 25 de março de 2010

Nana - Cont.


Como eu havia dito no post anterior, eu assisti todo o anime do Nana e ia seguir lendo o mangá do capítulo 42 em diante já que seguia exatamente de onde o anime parou. E olha, nem sei o que dizer. Eu me apaixonei por esta série. Mesmo. Eu não vou falar nada específico pra não estragar pra quem vai ler mas puxa, os personagens são tão humanos, tão complexos, nada é óbvio, nada é claro, eles parecem ter vida própria e tomam atitudes que, pelo menos pra mim, são inesperadas. Algumas eu compreendi, outras eu aceitei, mas tiveram horas que me deu uma agonia, uma irritação, me senti quase traída. Terrível como eu me prendo a histórias, sejam livros, filmes ou mangás.

Agora li até o capítulo 84, que é tudo que está disponível no One Manga, e li que a autora está doente e o mangá está parado no Japão, há pelo menos seis meses. Então vou ficar aguardando aqui, pois soube pelo Shoujo Café que Nana voltará em Julho, depois de um ano parado. E admito, vou aguardar com o coração apertadinho mesmo, pois esses personagens são dignos de um livro daqueles em série que a gente acompanha por anos e queremos saber de onde vieram, quem se tornarão, que escolhas farão, etc. (exemplos: Harry Potter, Brumas de Avalon, Crepúsculo, Fronteiras do Universo, etc).


É isso o que mais estou curtindo na série, a história deles é mais séria e adulta, por ser um josei, para mim tem mais significado, e é tão cheia de vida, de altos e baixos, de dor, que adorei poder sentir tudo junto com eles. Me peguei sorrindo quando eles sorriam e chorando quando eles choravam, muito bacana, curti muito mesmo! As duas Nanas são tão diferentes e tão iguais ao mesmo tempo, e os personagens secundários, que aliás, nem podem ser chamado de secundários, eles são a alma do mangá, e a alma das Nanas também, e acabei me encantando com alguns deles mais que com as próprias Nanas.

Não sei se será igual para todos, mas apesar de várias partes terem me dado raiva, não tenho como falar mal deste mangá, que com certeza está entre os Top 5 que li na minha vida, fácil. De novo deixo minha recomendação, esperando que quem o leia sinta o mesmo prazer que senti. E que venham os volumes finais!





4 comentários:

Mi Müller disse...

Laura, carambolas carambolantes mas tuas leituras são ecléticas hein?! Adoro ler tuas resenhas de mangás e esses outros trens ai que eu nem sabia que existia e conheci através do teu blog, adoro mesmo, descobri um outro mundo de possibilidades literárias, bem obrigada né?!
estrelinhas coloridas...

Laura Schwartz disse...

Rsrsrsrsr, sempre fui fanática por animação e quadrinhos japoneses, além de meus livros, jogos de PC, filmes, séries, etc.

Realmente sou uma pessoa de gosto bem eclético. =P

Diana Bitten disse...

2 comentários:

1) Minha hora chegará, semana que vem eu inicio minha jornada...

2) CHO-RO-NA! ahuahuahauha

Laura Schwartz disse...

Sou chorona mesmo, e daí!?!?