sexta-feira, 4 de junho de 2010

Caso Meu


Quando comecei o blog só alguns amigos pessoais liam, e agora tenho comentários de outros blogs que acompanho, e blogueiros que dividem desafios comigo. Aí me toquei que nunca cheguei a contar aqui no blog como vim parar aqui, qual é a história detrás do "laurices de uma brazuca vivendo no Caribe". Então resolvi fazer esse post mais pessoal para situar os visitantes, e pra mim mesma também.

Quando eu conheci a série do Harry Potter, "O Prisioneiro de Azkaban" tinha acabado de sair, e após ler os livros e me apaixonar pela série, me vi as voltas com fórums americanos sobre o bruxinho, em busca de informações sobre o próximo volume, e em busca de teorias e achismos sobre o que vinha pela frente. Acabei me deparando com um fórum interessante, que misturava discussões genéricas com grupos com gostos em comum dividos nas quatro casas de Hogwarts. O pessoal da Corvinal tinha tópicos tão interessantes que acabei ficando no fórum (até o fórum acabar depois do lançamento do último livro, por sinal).

Foi nesse fórum que conheci um tal de Bioguy, um carinha de Porto Rico que estudava microbiologia e gostava das mesmas coisas que eu. MSN pra lá, MSN pra cá e em Julho de 2003 ele resolveu passar suas férias no Rio (onde eu morava, estudante de Direito e de Psicologia, que depois acabei trancando, me formei em Direito). Pra minha supresa ele realmente veio, e nós nos demos super bem, e à partir daí decidimos continuar com um namorico pelo chat.

Nenhum dos dois acreditava em relacionamento a distância, pela internet, mas mesmo assim a gente continuava voltando ao MSN e ele passou a ir pro Rio duas vezes por ano, e uma vez em Janeiro de 2004 eu vim à Porto Rico pra conhecer, tirar férias e conhecer a família dele. Então em 2006, quando eu tinha me formado e ele estava pra se formar, ele foi pra Terê e pediu minha mão em casamento, e então começamos o processo de tirar visto de noiva para eu vir legal para Porto Rico (após meses pensando quem iria pra onde). Porto Rico é território americano então a necessidade do Green Card existe, e o processo é lento e caro.

Mas no final tudo deu certo e em 15 de Novembro de 2006 me casei com o Luis, e aqui estou até hoje, e somente por mais alguns meses já que o Luis está agora na Força Aérea Americana e nós seremos enviados para lugar incerto e indeterminado no final do ano (como já mencionei nos posts que falo da Força Aérea).

E é isso. Criei o blog para dividir meus hobbies e coisas que acontecem na minha vida com amigos e familiares que ficaram no Brasil, e como um lugar pra extravasar a saudade do português, de passar o tempo (já que trabalhei muito pouco desde que vim pra cá) e pra não me perder nos e-mails sem saber o que contei pra quem. rsrsrsrsr

4 comentários:

Diana Bitten disse...

Bioguy? Sério? srrsrs Não sabia que o nick dele era esse!!

Namoro por internet é: "não acredito em bruxas, mas que elas existem, existem"

Bjo.

Laura Schwartz disse...

hahahaha, pois é, no começo fugi dele porque achei xinfrim demais o nick. hauhauhauahuahuah Aí ele me ajudou com um vírus e estava vendo Gundam Wing também, como eu estava ... o resto é história! huahauhauhauhu

Cristine Martin disse...

Que história legal, Laura! Fico feliz que tudo tenha dado certo, e que vocês estejam felizes juntos.

Ah, tomara que o lugar indeterminado e incerto seja um bom lugar para morar. Boa sorte!

Beijos!

Laura Schwartz disse...

Obrigada! Quase 4 anos e nenhum arrependimento pela loucura de encarar um namoro pela net! rsrsrsrsr