terça-feira, 29 de junho de 2010

Nóis vamu virá caipira!


Saiu o veredito! Nossa primeira casa na Força Aérea será em Little Rock AFB, em Jacksonville, Arkansas. E a notícia vem com alívio e decepção.

Nossos desejos iniciais eram ir para a Inglaterra ou Alemanha, seguido do Japão e de alguma das bases na Flórida. Ao descobrir que ser mandando pro exterior logo de cara iria sair muito custoso para nós (US$ 4.000 só pro transporte dos gatos, e ter que tirar a cidadania correndo em momento financeiro inoportuno), começamos a torcer para ficar nos EUA mesmo nesse começo.

A notícia de que vamos pro Arkansas foi então um alívio neste sentido, mas ao mesmo tempo um tico decepcionante, porque o Arkansas é meio interior demais, meio hillbilly demais, e sem grandes atrativos do ponto de vista "nossa vida militar nos levará a lugares excitantes". Mas, Jacksonville fica bem perto da própria Little Rock, que é a capital do Estado, ou seja, ao contrário de muitas bases da Força Aérea, não estaremos isolados no meio do nada (algumas bases ficam à várias horas de um centro comercial de médio porte, e as famílias ficam basicamente limitadas à base), e isso é ótimo. Como estilo de vida, será bem diferente daqui, mas poderá ser interessante, pois dizem ter muitas atividades ao ar livre para serem feitas, de trilhas a pescaria, o que pode render hábitos saudáveis.


A base de Little Rock abriga a maior frota de C-130 Hercules, os aviões de carga da Força Aérea, e é de lá que parte as ajudas humanitárias, resgates de vítimas de desastre, e apoio de equipamento e carga nas zonas hostis. A nossa passagem por lá, se deve principalmente pelo fato de que ao final da Escola Técnica do Luis, ele ainda não estará habilitado a trabalhar nos F-15, que é seu contrato, e ficará trabalhando nos C-130 enquanto complementa os estudos, que na verdade são de pelo menos 5 meses (sua Escola Técnica dura só 3 meses). Saberei mais sobre isso nos próximos meses, pois ele mesmo ainda está aprendendo sobre sua nova função e qual é o processo até o que lhe foi contratado.

Ainda não tenho muitas informações sobre a base e não faço idéia se vamos morar nela ou alugar fora, mas pelo pouco que li imagino que a vida seja mais ou menos como o que presenciei no Arizona, só que sem os latinos. Em dois anos se não formos mandados para outro lugar antes, podemos começar a tentar uma transferência, quem sabe então iremos para a Europa ou o Japão então? Estaríamos mais preparados financeiramente para tal, e melhor adaptados à vida militar.

5 comentários:

Diana Bitten disse...

Boa sorte!!!

Jacksonville? Já ouvi isso em algum lugar? rsrsrs

Bjo!

Laura Schwartz disse...

Jacksonville é uma cidade bastante conhecida na Flórida como tendo uma excelente qualidade de vida, será que é daí ou é alguma piada que não peguei?

Newstein disse...

Olá Laura, desejo sucesso nesta nova fase de sua vida para você e seu marido! Sucesso, saúde e muitos posts!

Abraço

Laura Schwartz disse...

Obrigada pelos votos!

Cristine Martin disse...

Que bom, acho que vai ser um bom lugar para começar. 4 mil pra transporte dos gatos? nossa, que caro...

Muita sorte e tudo de bom pra vocês! :-)