quinta-feira, 3 de junho de 2010

Desafio Literário 2010 (Junho) - Livro Reserva

Tema: Autora Brasileira
Mês: Junho

Livro: Uma Bebida e um Amor sem Gelo Por Favor
Autor: Liliane Prata
Editora: Marco Zero
Páginas: 167



Sinopse: Marina não se acerta com namorados. Eles sempre acabam fugindo, sem dar explicações. Aos 24 anos, apesar de ser linda e maravilhosa, Marina está totalmente encalhada. Na agência de publicidade onde trabalha, é excluída da campanha de celular, da qual ela tanto queria participar, e precisa fazer um anúncio para uma agência de encontros que tem um site na internet. Seu chefe sugere que ela entre em um chat, para conhecer mais sobre namoros virtuais. Assim, ela acaba conhecendo Rafa, que faz arquitetura. No começo ela resiste, mas acaba se apaixonando por ele. Quando finalmente se encontram, Marina tem uma grande surpresa, que a obriga a rever todos os seus conceitos e preconceitos.

Observações: Eu quase desisti de ler esse livro para o desafio quando uma amiga me disse que supresa era essa e de que se tratava a história. Mas para não ser preconceituosa e mantendo a mente aberta fui em frente.

O jeito de escrever da autora é super bacaninha, chick-lit mesmo, com aquele quê especial pelo fato de ser brasileira, então os costumes abordados, as tiradas engraçadas falam diretamente com o público feminino brasileiro. Então, toda a introdução do livro, até mais ou menos o meio da história fluíram de forma divertida e rápida, com as encucações de Marina, e a zona em que estava se metendo.

Os pensamentos dela sobre estar de quedinha por alguém na net me serviu perfeitamente, porque conheci meu marido através de um fórum de livros na internet, e passamos um ano batendo papo como amigos antes de nos encontrarmos em pessoa e descobrir que gostávamos um do outro o suficiente pra encarar um relacionamento a distância, nos vendo só nas férias de Julho e de Dezembro/Janeiro (até eu vir para cá, morar com ele e me casar).

Somente após a metade do livro e quando Marina resolve levar adiante seu relacionamento com Rafa, é que para mim o livro desandou do que eu pensaria ser um ótimo chick-lit. E digo isso não por preconceito, mas simplesmente porque achei que a personagem teria atitude diferente, achei que ela e Rafa teriam uma grande amizade, e não um relacionamento amoroso. Achei que o clímax do livro estaria no encontro em pessoa com Rafa e a descoberta de quem Rafa era. Bom, eu teria ido por essa linha e mantido o livro mais leve e divertido.

O livro ainda assim termina algo como eu esperava, e é engraçadinho, mas achei que este meio para o fim foi explorado de forma incorreta, não importa a orientação sexual do público feminino que estivesse lendo. Pelo menos é o que eu acho, diante da forma como foi apresentada a protagonista. Concluíndo, é um chick-lit descontraído e MUITO rápido de ler (curtinho), algumas situações até me lembraram a Vani, dos Normais, mas poderia ter ido para um lado diferente e ter sido melhor.

Nota: 3/5

OBS: Decidi não ler o livro principal porque realmente eu não me apeguei muito a série na época (A Casa das Sete Mulheres) e tenho uma baita lista de livros a serem lidos que estou com muito mais vontade de ler que esse. rrsrsrsrsrsrs

11 comentários:

Nanda disse...

Ei Laura,

Ah eu li uma resenha falando horrores do livro, gostei da sua visão diferente :)

Eu acho o título muito legal e agora estou muito curiosa pra saber o segredo do cara hehe

bjo

Marília Barros disse...

Gostei muito da sua resenha. Fiquei com vontade de ler esse livro, porque nunca li um chick-lit brasileiro e sinto falta de ver nossos costumes nos chick-lits que leio.
Eu acho que eu já descobri qual é o segredo do Rafa, mas preciso ler para confirmar.
Beijos

Beli disse...

Oi!
Esse livro parece interessante para ler... não chonhecia... e é chick-lit brasileiro... tb vejo poucos livros desse genero no brasil...
Eu realmente gostei da sua resenha... muito bom!!!

Laura Schwartz disse...

rsrsrs Como disse, até o meio o livro é ótimo, depois ... mmmmmm, sei não.

Adrianne Ogêda disse...

Juntou cick lit com autora nacional, esperta! (rs).

Lia disse...

Oi, Laura
Não conhecia nem a autora nem o livro...boa resenha

Mi Müller disse...

Gostei da resenha Laura, não conhecia nem a autora nem o livro, mas acho que vale a pena uma espiada.

estrelinhas coloridas...

naomi disse...

honestamente, tem livro que só a resenha já basta, e este parece ser o caso ;o) brigada!

Larissa, Lara, Lalá, .... disse...

Laura
Mais do que do livro gostei da sua historia com seu marido ... que happy end este, hein? QUanto ao livro sua resenha me bastou como disse a Naomi. Estou lendo Clarice Lispector. Beijos

Laura Schwartz disse...

Obrigada Larissa! Tem um post no blog, chamado Caso Meu, que é o resumão da nossa história, que postei recentemente. rsrsrsr

Vivi disse...

Primeirona do mês! Sua resenha me deixou intrigada. Mas, assim como a Lalá, fiquei encantada com sua história de amor iniciada no que dizem ser o mundo virtual. Mais real do que isso, impossível!

Beijocas
Vivi