sábado, 5 de junho de 2010

Daybreakers



Daybreakers é um filme de ficção científica de terror que se passa em 2019, quando uma praga transforma a maior parte da população do planeta em vampiros. Uma corporação vampírica é a principal fornecedora de sangue humano para a população, mas seus estoques estão se esgotando, já que a proporção de vampiros é muito maior que os humanos restantes.

Por conta disso, a empresa estuda um substituto para o sangue humano, para que a espécie (vampírica) sobreviva. A população faminta, começa a beber sangue de outros vampiros, o que os muta em uma espécie de vampiro mais primitiva. A situação é desesperadora e o tempo para encontrar um substituto do sangue humano está se acabando. É quando um dos vampiros hematólogos da corporação se depara com alguns humanos que podem possuir a solução: uma cura para o vampirismo.

O filme para mim é em estilo meio noir futurístico. Tem um quê pós apocalíptico, meio Matrix, e possui um enredo até que original. A idéia de uma população à beira do colapso, mas afastando da nossa própria realidade humana, é uma crítica discreta, porque incomoda menos, mas ainda assim é uma crítica visível do aumento de nossa população, e o declínio de espaço habitável, água limpa e alimento que aparenta ser nosso futuro (é só ver filmes como "Food Inc." para ver o que se tem feito para atender as demandas de alimento mundiais e ver que a situação é insustentável a longo prazo).

Deixando de lado essa visão mais politizada da história, o filme é um thriller de terror que se encaminha para um final sangrento e gory, típico de filmes B (leia-se B qualidade "Epidemia" ou "Dawn of the Dead"). Ainda assim é um filme interessante, e deve agradar quem é fã de ficção científica, aliás, me lembra bastante o estilo de filmes como "Event Horizon" e um que comentei aqui recentemente, "Pandorum" ambos de ficção científica de terror que terminam em estilo B, mas nenhum dos dois tem uma trama trabalhada como a de "Daybreakers".

3 comentários:

Diana Bitten disse...

Bacana, eu achei bem original pela sua descrição!

Laura Schwartz disse...

É original sim, mas poderiam ter aproveitado melhor o final, aliás, isso é um mal em muitos filmes.

Ana C. Nunes disse...

Vi este filme há uns meses atrás e embora estivesse à espera de mais, gostei Especialmente da forma como o mundo dos vampiros parece tão real.
Concordo com a opinião.